Header Ads

Thomas Edison e os Concursos Públicos


Thomas Edison é o verdadeiro "gênio da lâmpada", haja vista que ele foi um importante inventor que, dentre outras grandes façanhas, descobriu uma forma de manusear a energia elétrica de forma revolucionária. Ele inventou a Lâmpada Incandescente no ano de 1879[1], que substituiu os antigos "lampiões" da época.

Além das grandes descobertas Edson ficou famoso também por suas célebres frases. Dentre elas, a seguinte:
Gênio é 1 por cento inspiração e 99 por cento transpiração"
Até conseguir inventar a lâmpada, ele trabalhou arduamente, enfrentando sucessivos erros. Porém, após a sua vitória disparou:
" Eu não falhei, encontrei 10 mil soluções que não davam certo "


 Mas você deve estar se perguntando agora: o que isso tem a ver com concursos públicos?

Seguramente, posso afirmar que tem tudo a ver.

Se você já está há algum tempo se preparando para concursos públicos, já deve ter ouvido falar muito da famosa "bagagem", inclusive você já deve tê-la, fato que lhe proporciona segurança e motivação para seguir em frente.

Se você está começando a batalha agora, eu explico. Infelizmente, os cargos públicos estão cada vez mais concorridos. Concursos de nível médio são disputados por graduados, especialistas, mestres e até doutores. Assim, você precisa ter em mente que dificilmente conseguirá a aprovação no primeiro certame que enfrentar. Existe um famoso ditado no meio dos concurseiros: " a fila anda". Enquanto você inicia sua preparação, já há milhares de concorrentes que se preparam há anos. Logicamente, a probabilidade que eles consigam a vaga é bem maior. Isso porque eles carregam consigo uma bagagem, conquistada após a realização de concursos anteriores. Assim, os conhecimentos adquiridos para a realização de uma prova são reaproveitados para provas futuras. Você também vai adquirir a sua bagagem, fique tranquilo, a fila anda :-).


Contudo, muitas vezes, são necessários anos de preparação até a sonhada aprovação. E, na longa caminhada, alguns "fracassos" podem surgir e desmotivar o candidato. Neste momento, o concurseiro deve incorporar o "espírito Thomas Edison" (rsrsrsr). Deve-se buscar equilíbrio emocional para persistir e não desistir no meio do caminho, pois a jornada, às vezes, é longa e árdua demais. Portanto, persevere, pois  o seu cargo está à sua espera, basta que você se prepare para chegar lá e assumi-lo com todos os merecidos louvores.


REFERÊNCIA:

[1] https://pt.wikipedia.org/wiki/Thomas_Edison









Nenhum comentário: